Pintura com 1,96 metros de altura por 1,50 metros de largura – foi executada para o Palácio da Ajuda, e o seu rasto perdeu-se a partir de 1807, altura em que foi levada para o Brasil pela família real portuguesa. Este quadro encontra-se no Museu de Arte Antiga.

Nascido no Porto, em 1765, Francisco Vieira de Matos escolheu como nome artístico Vieira Portuense, estudou em Lisboa e em Roma, e foi um dos introdutores do neoclassicismo na pintura portuguesa.

Adoeceu com tuberculose e mudou-se para a Madeira, onde morreu com apenas 39 anos.